Como tornar a sua empresa mais competitiva e rentável em 2018?

EMAIL
Facebook
Twitter
LinkedIn

Por Vânia Trindade

Já lhe aconteceu de estar com o veículo da empresa, precisar abastecer e em função da pressa e aparente praticidade, você decidir pagar com seu cartão pessoal de débito e se esquece de pedir a nota fiscal em nome da empresa? Ou ainda, pagar contas da empresa por meio de cheques e não anotar nos respectivos canhotos a identificação das despesas? Usar a conta corrente da empresa para pagar contas pessoais ou  vice versa?

Se você respondeu sim a pelo menos uma das perguntas acima, significa que a gestão da sua empresa não anda bem e a sua contabilidade precisa melhorar urgentemente!

Eu sei que isso pode parecer trabalhoso e chato, mas vendas, compras e despesas devem ser acompanhadas e avaliadas com frequência,. Mas para que isso aconteça de forma adequada, é necessário criar a cultura de registrar. E esses registros precisam ser realizados na sua plenitude, de maneira clara e fiel ao que realmente ocorreu, e com base em documentação correspondente.

A saúde de um negócio depende, em grande parte, de um controle financeiro constante e eficaz. E nesse quesito não há mistérios! As informações e dados são matérias primas essenciais e necessitam ter qualidade para produzir documentos em formato de relatórios para auxiliar na tomada de decisões. Isso independe do tamanho do seu negócio. Quem faz a gestão financeira analisa o passado para construir e controlar com certa precisão o futuro.

Outro dia, em uma consultoria realizada em um de nossos clientes, ouvi o mesmo pedindo à área de TI da empresa, alguns relatórios gerenciais necessários para tomada de decisão. E o responsável TI retrucou: “Poxa, seu contador quer tudo mastigado”!

Não havia clareza por parte do técnico, que essas informações eram para o gestor da empresa e não para o contador. O papel do contador é ajudá-lo a organizar e interpretar essas informações e emitir relatórios! São esses relatórios que darão ao gestor e empreendedor, o direcionamento para tomar decisões de maneira segura, com vistas a não perder dinheiro ou boas oportunidades.

São esses relatórios gerenciais que permitem que o gestor olhe para o seu negócio de maneira mais analítica a fim de evitar endividamentos desnecessários melhorar processos, eliminar ineficiências e obter maiores lucros.

Um profissional da contabilidade é a pessoa mais preparada e capacitada para lhe ajudar nessa missão.   Ele pode atuar na gestão orçamentária e lhe auxiliar em suas tomadas de decisões. Por intermédio dos relatórios gerenciais, do histórico financeiro da empresa, do mapeamento de gastos e de investimentos; e da identificação de pontos de melhoria, o profissional de contabilidade consegue oferecer ao gestor da empresa, uma visão completa em relação ao seu negócio.

Alguns exemplos de relatórios gerenciais que podem lhe ajudar a colocar no “trilho” a gestão contábil de sua empresa:

Financeiro

Os Relatórios Gerenciais financeiros são os mais utilizados em empresas em geral. Eles são responsáveis pela abordagem de fatores como contas a receber, custos, gastos, despesas, investimentos, fluxo de caixa, orçamentos e inadimplência.

Satisfação

Esses relatórios são responsáveis por medir a satisfação do cliente e satisfação do colaborador. Em geral são medidos a partir da opinião dos clientes sobre o produto ou serviço que já foi adquirido. No segundo caso, as empresas focam em entender quão satisfeitos estão seus funcionários mediante suas funções, seus benefícios e a política da empresa.

Crescimento

Os relatórios de crescimento geralmente medem fatores como o crescimento do número de clientes, do número de vendas, da gama de produtos, do patrimônio da empresa e outros fatores mais.

Controle

Já os relatórios voltados para o controle são utilizados geralmente para questões internas e que não dependem, necessariamente, do bom desempenho da empresa em vendas. Em geral tendem a controlar fatores como o estoque e o desperdício de insumos.

Essas são algumas dicas que quero deixar pra você hoje. Seja vigilante para não descobrir que a contabilidade da sua empresa vai mal, apenas quando algo de errado acontecer, ou quando o Fisco aparecer para uma “visitinha de cortesia”.

Espero ter ajudado de alguma forma e contribuído para reflexão, e se necessário, para que haja mudança de hábitos dentro de sua organização.

Como afirmou o ex-presidente americano Dwight Eisenhower, “Planejamento é imprescindível. Planos são inúteis”.

Para manter a gestão contábil de sua empresa saudável, você pode contar com a ajuda de um especialista em gestão financeira da VSM Gestão Contábil Empresarial. Agende uma consulta e conheça mais sobre os serviços que podemos lhe oferecer.

 

 

Vânia Trindade é empreendedora, contadora, pós-graduada em controladoria e especialista em Gestão de Empresas. Sócia fundadora da VSM Gestão Contábil e Empresarial. Possui mais de 20 anos de experiência nas áreas Contábil/Fiscal/Tributária, e atua em entidades de classe como o SESCON-PA.

É também responsável pelo relacionamento com clientes e desenvolvimento de novos projetos, e coordena a visão estratégica da VSM, atividade que desenvolve com muita paixão, resultando em soluções inovadoras, sustentáveis e bem-sucedidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial