O que é um Investidor-Anjo e como atraí-lo para minha empresa?

EMAIL
Facebook
Twitter
LinkedIn

O que é um Investidor-Anjo e como atraí-lo para minha empresa?

Não, esse anjo não cai do céu! Os empreendedores precisam de uma boa dose de insistência “pele grossa”, aqueles que não desistem de primeira mão!  É necessária muita paciência e a noção de que a startup recebe um “sim” para vinte “nãos”

Um investidor-anjo pode ser uma pessoa física ou jurídica, ou mesmo um grupo empresarial que detêm grande conhecimento em seu mercado de atuação e, por possuir uma boa quantidade de recursos acumulado, ele investe em empresas que acredita ter potencial de mercado.

Esse recurso investido na empresa normalmente beira entre 5% a 10% do seu patrimônio, além disso, ele ainda aplica sua experiência em todos os setores da empresa no qual as melhorias são visíveis.

Nesse ponto, vale ressaltar, que o investidor-anjo não é necessariamente uma pessoa milionária, ele apenas pode deter um valor financeiro destinado a investimentos.

Sua função também não é a de um filantropo, ele não existe para fazer ações sociais, mas sim para fazer aplicações em negócios que ele observa que tem alto potencial de crescimento e, a partir desse movimento, sim, gerar benefícios para a sociedade, uma vez que a empresa, em expansão, irá gerar ais empregos.

Mas porque o investidor é chamado de anjo?

Esse termo foi determinado porque a função do investidor não é apenas para investir o dinheiro na empresa e simplesmente “sumir do mapa”, mas principalmente, permanecer ao lado do empreendedor.

Ao permanecer ao lado do empreendedor, o investidor-anjo aplica os seus conhecimentos, experiência e rede de relacionamento, orientando-o e assim, aumentado a possibilidade de maiores ganhos financeiros.

Quanto um investidor-anjo pode aplicar em uma empresa?

O valor a ser aplicado na empresa pelo investidor-anjo é relativo e pertinente com a necessidade da empresa.

Após análises detalhadas, acredita-se que o investimento total realizado pelo investidor-anjo é em média entre R$ 200 mil a R$ 500 mil, entretanto, se o investidor achar necessário, esse investimento pode chegar a até R$ 1 milhão.

O que o investidor-anjo quer saber sobre sua empresa?

O investidor-anjo irá solicitar um plano de negócios de sua empresa para determinar que é realmente viável investir em sua empresa. Nesse documento deve haver dados como a lucratividade da empresa, os serviços de fidelização de clientes, suas contas e o diferencial de suam empresa no mercado.

Além disso, ele vai querer informações sobre:

O seu produto

Aqui, você, como empreendedor, precisará apresentar o seu produto ou serviço, deixando claro o diferencial do seu negócio e o porque ele é inovador diante de produtos semelhantes já existentes em seu negócio.

O seu Modelo de Negócio

O investidor-anjo também irá querer saber como o seu negócio funciona, como ele gera lucros e quais são os seus concorrentes.

Para isso, você terá que explicar quais são as atividades que sua empresa realiza, quais são os recursos utilizados, se você tem e quais são os parceiros chaves do negócio.

Todas essas informações serão analisadas para que o investidor-anjo determine se o seu negócio é verdadeiramente rentável.

O Market Share

O investidor-anjo vai querer informações sobre o seu mercado de atuação e o segmento no qual seus clientes adquirem seus produtos.

O potencial de internacionalização de seu negócio

Ele ainda vai querer saber qual a probabilidade de internacionalizar o seu negócio, se o potencial de expansão de sua empresa é tamanho para ser expandido para outros países.

Quando a empresa apresenta esse potencial de crescimento internacional, as chances de que o investidor-anjo compre sua ideia tende a ser maior.

A necessidade e o valor de financiamento

O investidor-anjo é um profissional que não gosta de perder tempo, então é fundamental que você apresente todos os números da empresa e se há a necessidade de se fazer um financiamento.

Você precisará indicar os valores de todos os custos, onde esses valores serão investidos, como esse dinheiro será utilizado. Todos esses dados são fundamentais para que o investidor-anjo avalie o quão rentável é o seu negócio e se realmente vale a pena investir nele.

A lucratividade do negócio e o tempo de retorno do investimento

E por último, mas tão importante quanto os demais itens, o investidor-anjo vai querer saber em quanto tempo ele vai obter o retorno de seu investimento e qual a lucratividade da sua empresa.

E você, está pronto para encontrar um investidor-anjo? Deixe sua opinião sobre o assunto ou sua experiência com esse profissional.

Quer mais dicas?

Entre em contato com a VSM GESTÃO CONTÁBIL E EMPRESARIAL e saiba mais sobre o que podemos fazer por você e/ou sua empresa.

 

Coordenado por:

Vânia Trindade

Empreendedora, contadora, pós-graduada em controladoria e especialista em Gestão de Empresas. Sócia fundadora da VSM Gestão Contábil e Empresarial com mais de 20 anos de experiência na área Contábil/Fiscal/Tributária, mantendo ativa a participação em entidades de classe como o SESCON-PA. Responsável pelo relacionamento com clientes e desenvolvimento de novos projetos dirige a visão estratégica da VSM com uma paixão implacável, que resulta em soluções inovadoras e sustentáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial